Dicas para alimentação do bebê

Quando estamos amamentando, é normal termos várias dúvidas: será que ele está mamando direito? Será que preciso acorda-lo de madrugada para mamar? Será que meu leite sustenta? E muitos outros serás… Eu mesma já fui parar no pediatra cheia de neuras de que meu leite não estava sustentando, se jé era hora de entrar com fórmula, se já podia dar papinha… Ele me esclareceu muitas dúvidas e esclarece até hoje, então venho dividir algumas informações bacanas com vocês sobre amamentação e alimentação do bebê.

bebe-mamando-e-sorrindo-foto-topuria-designshutterstockcom-00000000000172C5
Imagem da internet

Meu bebê não está mamando direito, mama pouco ou mama toda hora. Será que meu leite não sustenta?

Essa foi a minha primeira grande dúvida. Achava que a Bia mamava pouco e que meu leite não estava sustentando, sempre tinha aquela amiga, aquela vizinha que dizia leite do peito é água, não sustenta. O seu leite deve ser fraco… Umas das grandes neuras que o pediatra da Bia me tirou foi Não existe leite fraco. O leite materno possui todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento da criança, inclusive água. A natureza é tão sábia que ajuda o corpo da mulher produzir tudo aquilo que a criança precisa. A criança mama muito porque o peito oferece não só alimento, mas proteção, carinho, amor… Crianças tem necessidade de sugar e nada melhor do que sugar a mamãe cheia de amor e carinho, não é verdade? Como a Bia mamava pouco tempo, mas muitas vezes durante o dia, eu achei que meu leite não estava sustentando, então antes de qualquer coisa, ele a pesou e para minha surpresa ela tinha ganhado 600 gramas em 15 dias! Ele me tranquilizou dizendo que estava tudo bem e que não era para entrar com fórmula, só o leite materno já era mais que suficiente e deixa-la mamar a vontade.

Quando entrar com papinha?

O ministério da saúde recomenda a amamentação exclusiva até os 6 meses, mas sabemos que a nossa licença maternidade padrão é de apenas 4 meses, então, muitas mulheres infelizmente não conseguem seguir o que é melhor para as crianças. Eu mesma precisei voltar para o trabalho quando Bia estava prestes a completar 4 meses. Já havia entrado com fórmula pois não conseguia tirar leite suficiente. Entramos com papinha doce (frutas amassadas) com 4 meses e meio e papinha salgada (legumes assadinhos) com 5 meses e meio. Bia nunca teve problemas para se alimentar e aceitou tudo de primeira, fazia até huumm. Mas tem crianças que tem muita dificuldade para comer, não aceitam a papinha, recusam, fazem birra. Uma dica que o ped da Bia foi: Respeite o tempo da criança, quando a fome bater ela vai comer. Não adianta querer que a criança se alimente rigorosamente de 3 em 3 horas, não dê petiscos entre as refeições e principalmente, o mais importante, descubra o que a criança mais gosta de comer. Eu percebi que a Bia adora cenoura então a base das papinhas dela sempre colocava cenoura, não adianta mudar a textura ou o gosto da comida de repente e querer que a criança se acostume rápido, ela vai estranhar, pode recusar.

Para ajudar nessa transição, que costuma ser muito complicada para a maioria dos bebês, existe a colher dosadora, ou mamadeira com colher. Esse acessório é excelente pois pode ser usado para oferecer fórmula a bebês novinhos sem que ele desmame e também para entrar com as primeiras papinhas mais ralinhas, ajuda e muito o bebê a não estranhar as novas texturas dos alimentos.

Outro acessório que ajuda muito na introdução alimentar é a chupeta alimentadora. Dá para colocar uma frutinha ou um legume cozido dentro e a criança se alimenta sozinha, descobrindo aos poucos o gosto dos alimentos e se interessando por eles naturalmente. É uma grande aliada para mamães que tem filhos que tem dificuldade para se alimentar.

Chupeta-Alimentadora-20170718083911

Quando o bebê já está maior, com 8 ou 9 meses já pode começar a comer a comida da casa, sem amassar muito. Com um aninho já come de tudo. Bia tem uma alimentação muito balanceada, tanto é que nossa última consulta ped elogiou muito. Bia mama de manhã e à noite antes de dormir, come duas frutas por dia, uma de manhã antes do almoço e uma no lanche da tarde, junto com um pouco de leite e biscoitos. Almoça e janta. É uma boquinha nervosa e haja pratos e talheres para dar conta de tanta comilança. Agora, com 1 aninho já come sozinha, ás vezes usa as mãos outras vezes a colher. Para ajuda-la nessa transição, comprei esses acessórios que achei super práticos:

O pratinho mágico que gira e não deixa a comidinha cair é excelente, porque a Bia quando pega o prato a primeira coisa que faz é virar tudo. Com ele, ela pode fazer o movimento que for, que o design exclusivo não deixa o alimento cair, é muito prático. Os talheres com sensor de temperatura foi uma aquisição para ajudar na minha percepção de quente ou frio, algumas vezes já dei comida um pouco mais quente para a Bia e ela reclamou, claro! Essas colherzinhas ficam transparentes quando o alimento está quente e eu não preciso ficar testando no braço, nem correndo o risco de me enganar.

Essas são as dicas de hoje, curta nossa página no facebook e fique por dentro de mais dicas e novidades!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s